Que a produtividade está diretamente ligada ao bem-estar e boas condições de saúde dos profissionais de uma empresa ninguém mais duvida. Investir na saúde física e mental dos funcionários anda em alta ultimamente. As organizações estão gastando mais com programas voltados para a qualidade de vida das pessoas porque já perceberam que tais iniciativas, além de aumentar a produtividade, melhoram o clima organizacional, reduzem o absenteísmo e dão mais segurança ao trabalhador.

No caso do plano de saúde, por exemplo, o que antes era considerado apenas como um atrativo a mais na hora da contratação ou retenção de talentos, hoje, oferecer o benefício aos funcionários é visto como fundamental para se criar na empresa um clima de promoção à saúde e bem-estar no ambiente organizacional. Muitos gestores hoje em dia compartilham dessa visão. É o caso da PGMais. “Entendemos que pela importância das pessoas no desenvolvimento de nossas soluções, não podemos abrir mão de ter profissionais não apenas satisfeitos, mas também saudáveis física e mentalmente”, afirma Paulo Gastão, CEO da PGMais.

Além do plano de saúde, inúmeros outros programas ou benefícios podem ser oferecidos. Segundo pesquisa sobre gestão da saúde no ambiente corporativo da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), 44% das empresas entrevistadas adotam programas de alimentação saudável para seus colaboradores e 48% realizam palestras educativas.

Na PGMais as duas práticas são adotadas: “Incentivamos o hábito da alimentação saudável com o Clube da Fruta, ao oferecer porções diárias de frutas gratuitamente, e em épocas de campanhas nacionais como a do Outubro Rosa e Novembro Azul abrimos espaço para palestras e divulgação de informações que ajudem na conscientização, prevenção e combate ao Câncer de Mama e Próstata”, reforça Gastão.

A empresa ainda complementa seu leque de cuidados com a saúde de seus 160 profissionais implementando práticas que vão desde a oferta de sessões de ginástica laboral, vacinas contra a gripe para todos os funcionários, plano odontológico, espaço copa para que os profissionais possam levar o almoço de casa – estimulando assim uma alimentação mais saudável – e ainda uma sala de descompressão, que promove o relaxamento e alívio da tensão da equipe.

A promoção da saúde é também um passo para o desenvolvimento sustentável. Diminuir o número de afastamentos por doenças traz impactos financeiros positivos: empresas mais saudáveis gastam menos com saúde, gerando assim um círculo virtuoso.